O mercado varejista vem mudando a cada ano, de modo a atender as demandas e proporcionar uma melhor experiência ao consumidor.

Para entender um pouco mais o impacto destas mudanças e ao que precisamos nos atentar, entrevistamos Wanderson Corrêa, gestor de negócios do Grupo Rede10, um dos clientes da Área Central. 

Confira o que o gestor tem a dizer sobre as tendências do varejo e os desafios a serem superados por este segmento! Continue a leitura!

Quais são as perspectivas para o mercado varejista em 2020?

Em outro conteúdo publicado aqui no blog abordamos quais são as tendências do mercado varejista para este ano. Entre interação, transparência com os clientes, personalização e outras perspectivas, a atuação da tecnologia se destaca.

Podemos citar como exemplo de aplicação de tecnologias no varejo a interação por meio da embalagem, o autoatendimento ou self checkout, realidade aumentada e ferramentas de automação para gestão.

O importante é entender que cada vez mais o consumidor demanda uma experiência personalizada e que proporcione maior conveniência.

Nesse sentido, você verá na entrevista com Wanderson Corrêa qual o papel que a tecnologia deve desempenhar.

Conheça o Grupo Rede10

O Grupo Rede10 é a Associação das 10 Revendas de Materiais de Construção do Centro Oeste do Estado de Minas Gerais. Criada em agosto de 2010, a rede surgiu a partir da união de 10 empreendedores do mercado da construção civil da região.

Os fundadores tinham a visão do cooperativismo como forma de sucesso, entendendo que somente unidas as empresas do segmento de materiais de construção poderiam se tornar mais fortes e bem estruturadas. 

Além disso, o propósito da rede também é de preservar os valores, disponibilizando produtos e serviços diferenciados e atendendo às expectativas dos clientes, colaboradores, fornecedores e da sociedade em geral.

A Rede10 busca ser a melhor rede de materiais de construção de Minas Gerais, reconhecida como referência de excelência no setor.

Para isso, tem como missão criar e manter bons relacionamentos com todas as pessoas envolvidas com ela, além de promover a credibilidade nas relações comerciais e melhoria nas negociações de compra e venda.

Entre os valores do grupo estão o respeito pelas pessoas, credibilidade, satisfação do cliente, ética, transparência, responsabilidade e inovação.

Confira a entrevista com Wanderson Corrêa

Para entendermos quais são as projeções do mercado varejista na prática, conversamos com Wanderson Corrêa, que é gestor de negócios da Rede10, um dos clientes da Área Central. Veja a seguir como foi a entrevista:

Quais mudanças são esperadas no mercado varejista em 2020?

Temos percebido uma mudança drástica no perfil do consumidor. Temos hoje um consumidor dinâmico e informado, com isso, o varejo se torna obrigado a acompanhar tais mudanças, trazendo para 2020 um varejo atento às exigências desse consumidor antenado.

Esperamos um varejo ativo, acompanhando as tendências do mercado digital, trazendo ainda mais para o centro das atenções o consumidor, utilizando de todos os meios de tecnologia para nos conectarmos com estes. 

Além, acreditamos que o atendimento presencial será ainda mais personalizado, humano, buscando levar a todos os clientes experiências valorosas que os façam ter o desejo de voltar.

Na sua opinião, quais são os principais desafios que as redes irão enfrentar no ano em relação aos clientes?

As redes de lojas varejistas vêm se adequando com seus lojistas associados, e em conjunto, vêm implantando ações comerciais em prol dos clientes. 

Um grande desafio será buscar em seus fornecedores parceiros alternativas que viabilizem chamar atenção do consumidor final, trazendo-o para dentro das lojas associadas.

Além, teremos como grande desafio profissionalizar os associados, integrando suas equipes em direção ao objetivo do associado.

O que você vê como essencial para o crescimento contínuo da rede?

Para uma rede ter um crescimento contínuo se faz necessário planejamento e alinhamento de cada associado e suas equipes dentro deste plano. Além, se faz necessário ter ferramentas de gestão que possibilitem as tomadas de decisão.

Qual impacto que a tecnologia traz ao ambiente associativo? E quais tecnologias a rede tem utilizado para agilizar os processos?

A tecnologia impacta diretamente o ambiente associativo, são muitos “CNPJs”, no sentido que há várias informações, ideias, gestores, ou seja, se essas informações não forem comprimidas e transformadas em uma informação macro, é impossível tomar decisões e gerar ações. 

Atualmente, dispomos de vários tipos de tecnologia em nossos processos, destacamos a Plataforma da Área Central, que foi um divisor de águas para nossa associação.

Com ela já podemos perceber uma mudança de mentalidade de nossos associados, gerando confiança, que impacta diretamente em nosso negócio.

Como o customer experience tem sido visto e trabalhado dentro deste modelo de negócio?

Precisamos ponderar o quanto a jornada de compra de um consumidor final mudou, o quanto o cliente se tornou ousado e informado. Com toda essa mudança, o consumidor se tornou poderoso.

Percebendo este poder, as empresas, o varejo em si, precisou se reinventar, precisou se tornar eficaz no atendimento deste consumidor. 

O customer experience é um grande negócio para acompanhar esse consumidor novo, no entanto, deve ainda ser muito mais trabalhado dentro do modelo de negócio de redes e centrais.

Até então, acreditávamos que o papel principal das redes era comprar, percepção essa que vêm mudando. Percebemos hoje um binômio, COMPRAS X VENDAS, muito embora, almejamos um trinômio, PROFISSIONALIZAÇÃO X COMPRAS X VENDAS.

Seu negócio está acompanhando o mercado varejista?

Você viu nesta entrevista que o futuro do varejo está baseado em atuar com foco na satisfação e experiência do cliente. 

Entre os desafios citados por Wanderson está a busca por fornecedores que contribuam com a conquista de clientes. Além disso, também é preciso investir na capacitação de associados. 

O gestor entrevistado ressalta a importância da tecnologia neste processo. Portanto, é fundamental buscar recursos que otimizem as ações da rede ou central e integrem as informações entre os associados. 

Nesse sentido, a Plataforma Inteligente da Área Central promove o gerenciamento centralizado, padronização e agilidade na troca de informações, entre outros recursos desenvolvidos exclusivamente para o setor varejista. 

Para entender melhor como podemos ajudar seu negócio crescer neste segmento, clique abaixo e solicite uma demonstração gratuita da plataforma!

Solicitar demonstração da Plataforma da Área Central