O meme “você que lute” define qualquer busca por verba para os projetos, não é mesmo? Este desafio exige muito poder de argumentação e horas de negociação junto aos associados da rede e central.

Às vezes, conseguir mais verba para um projeto é tão difícil, que você pode até mesmo pensar em desistir… Mas este não é o momento de “jogar a toalha”! Pelo contrário, quando você está certo de que o investimento fará diferença no crescimento da Rede ou Central de Negócio, deve se esforçar ao máximo para conquistá-lo!

É por isso que estamos aqui, para te ajudar a mostrar o valor do seu projeto e obter a verba necessária para realizá-lo.

Você está prestes a conhecer dicas que vão não só ajudá-lo a ter em mãos o orçamento que precisa, como também contribuir com a forma que ele será aplicado. Para que, desta maneira, sua gestão atenda às expectativas dos associados.

Então, confira mais informações nesta leitura e vença o desafio da conquista de verba com nosso conteúdo!

A jornada pela conquista de verba começa no planejamento financeiro!

Primeiramente, antes de qualquer solicitação de verba, é importante saber todos os detalhes do planejamento financeiro. Isso porque, nenhum projeto pode começar se as finanças da Rede e Central de Negócio não estiverem em dia, não é mesmo?

Como explica o Sebrae, o planejamento financeiro é fundamental, pois possibilita projetar as receitas e despesas. Logo, é assim que você e os associados poderão avaliar a saúde dos negócios e organizar o valor que será usado em investimentos e outros gastos, bem como terão a melhor visualização da lucratividade gerada nas atividades.

Portanto, para começar qualquer conversa sobre verba para os projetos da Central, é importante que seja realizado um planejamento financeiro estratégico, baseado nestas orientações do Sebrae:

  • Tenha noção exata das condições financeiras dos negócios envolvidos;
  • Avalie como os cenários externos podem impactar as atividades hoje e à longo prazo, considerando todas as possibilidades positivas e negativas;
  • Organize todas as informações em um único local para melhor visualização, de preferência de forma automatizada, para agregar mais agilidade e assertividade às análises;
  • Defina objetivos e metas baseados nas projeções identificadas;
  • Crie um cronograma para estas ações e compartilhe as responsabilidades;
  • Não deixe de registrar e documentar todos os passos e resultados obtidos ao colocar em prática o planejamento financeiro.

Agora, chegou o grande momento: hora de negociar a verba!

Falar de verba nos negócios é sempre um “tabu”, independentemente da área de atuação. Aliás, este assunto é delicado até mesmo na nossa própria vida.

Qualquer ação que envolva a palavra “dinheiro” exige muita reflexão. Afinal, raramente se obtém retorno com decisões financeiras tomadas por impulso.Pelo contrário, refletem em prejuízos e arrependimentos.

É por isso que, muitas vezes, os associados ficam na defensiva ou evitam discutir sobre verbas. Outros já são mais abertos ao diálogo e querem saber os mínimos detalhes sobre todas as operações e verbas necessárias para alavancar os resultados.

Seja para lidar com qualquer um destes perfis, é importante ter em mãos vários argumentos ao solicitar qualquer verba.

Pensando nisso, elaboramos um compilado de informações que farão a diferença neste momento tão desafiador do trabalho.

Elas são baseadas em nossa experiência de mercado, em um artigo compartilhado pelo Portal Dinheirama, e também nas dicas listadas pelo projeto de suporte ao empreendedorismo Nossa Causa.

Primeiramente, mostre porque esta verba é importante para o crescimento da Rede ou Central

Por que você precisa desta verba hoje? Com certeza a resposta está relacionada ao crescimento dos resultados. Além disso, mostre que esta decisão está influenciada pela realidade do setor, pela competitividade e outros fatores que o levaram a ter este insight.

Em seguida, apresente todas as vantagens e projeções que terão com o investimento

Quando o assunto é dinheiro, ninguém quer perder, somente ganhar! Então, é importante mostrar tudo o que os associados conquistarão com este projeto.

Para melhorar ainda mais o argumento, traga prazos sobre o retorno e números que sejam convincentes. Mas, atenção! Nada de invenções ou achismos. Não arrisque a credibilidade junto aos associados com falsas previsões.

Capriche na apresentação

Não basta somente ter informações. É preciso ir além e pensar no visual e na oratória. Organize-se para mobilizar o máximo de associados possível neste momento de solicitação de verba.

Pense em como valorizar os dados durante esta apresentação, seja ela online ou offline. Fale com confiança no seu discurso e mostre as informações para que identifiquem as vantagens, destacando elementos de texto, gráficos ou ainda com tabelas.

Falando em confiança, valorize a transparência acima de tudo

“Verba” ainda é um assunto delicado, como dissemos no começo. Então, é por isso que a transparência deve nortear todas as suas ações neste momento.

Desta forma, os associados vão ter mais confiança em aprovar este orçamento. E assim, sua gestão será mais próxima deles, despertando o sentimento de pertencimento junto os associados.

Ao seguir todas as orientações que compartilhamos, não tem como errar na hora de solicitar a verba junto aos associados!

Falando em erros e acertos, você já conferiu nosso conteúdo sobre 7 erros comuns na gestão da Central de Negócio? Eles podem completar o aprendizado que você acabou de adquirir com esta leitura.

Além disso, você percebeu que precisa ter muita clareza e dados em mãos para justificar qualquer pedido de verba, não é mesmo?

A Plataforma de Gestão Área Central pode ajudá-lo neste sentido! Isso porque, ela traz recursos criados especialmente para atender seus principais desafios. Para solicitar uma demonstração gratuita e descobrir todas as suas funcionalidades, é só clicar abaixo!

Solicite uma demonstração