Se você é uma pessoa que gosta de se manter informada e ficar atualizada sobre as tendências na área de tecnologia, provavelmente sabe o que é Big Data e para que ele serve.

Caso você ainda não esteja familiarizado com o tema, não tem problema. Porque você não está sozinho, na verdade, são bem poucas pessoas que entendem realmente o que esse conceito significa.

Para se familiarizar, tenha em mente que estamos produzindo e consumindo informações o tempo todo na internet, afinal de contas, estamos vivendo a era digital, e isso compactua muito para a criação de dados em uma escala imensa.

Pensando nisso, você sabia que existe um jeito de organizar e selecionar todos estes dados, por meio de tecnologias avançadas, que revelam padrões de comportamento? Pois é, e fazer isso é apenas um dos muitos benefícios do Big Data.

Continue a leitura para entender o que é o Big Data, suas vantagens, forma de aplicação, importância e como o uso dele pode ajudar sua central de negócios avançar no mercado!

O que é e para que serve o Big Data?

O termo Big Data é utilizado para se referir aos dados estruturados e não estruturados que são gerados diariamente – a cada segundo é gerado uma infinidade na internet.

Basicamente se trata de uma ferramenta que permite aos negócios maior eficácia na tomada de decisões, além de contribuir na definição do melhor caminho a seguir. Atualmente, é um dos recursos mais eficientes para lidar com as transformações digitais que podem impactar seu negócio.

Segundo um estudo da BSA | The Software Alliance, são gerados diariamente 2,5 quintilhões de bytes. Até o ano de 2025, a expectativa da Seagate, é que o volume chegue a 163 zettabytes, o que representa 10 vezes mais dados que 2016.

Nesse sentido, a sua parcela nestes dados precisa ser controlada de alguma forma e é aí que as funcionalidades do Big Data podem ser vistas de forma mais palpável. 

Ele permite que seja possível verificar qual é a tendência de comportamento de consumo em um determinado espaço de tempo, gerando insights que podem ser utilizados a favor do seu negócio e na estruturação de estratégias comerciais mais assertivas, por exemplo.

Os 3Vs do Big Data

A fim de entender melhor a abrangência do termo Big Data, é interessante considerar seu embasamento através dos 3Vs do Big Data:

  • Volume

É a grande quantidade de dados capturados a partir de fontes diversas, como, por exemplo: redes sociais, informações de sensores e transmitidas máquina a máquina, transações financeiras, dentre outras. A geração pode acontecer dentro ou fora da empresa.

  • Velocidade

Diz respeito a rapidez com que os dados são transmitidos e tratados. Mesmo que exista maior complexidade e variedade, é essencial que o processamento seja ágil, para que as informações sejam utilizadas em tempo real e auxiliem a tomada de decisões. Como exemplos de tecnologias que impulsionam esse aspecto, estão as etiquetas RFID, medições e sensores inteligentes.

  • Variedade

Este fator está relacionado aos formatos de geração dos dados, que podem ser estruturados (como os numéricos, que estão em bancos tradicionais) ou não estruturados (documentos de vídeo, texto, áudio, operações financeiras, cotações da bolsa e outros). Quanto maior for a complexidade, mais alta será a chance de acessar informações úteis, que vão proporcionar insights relevantes.

Importância do Big Data

Com o crescimento exponencial do volume de informações gerado constantemente, ignorar o que eles representam é um erro que pode condenar o negócio.

Isso porque, através dos dados, é possível prever tendências e mudanças no mercado de atuação. Ao tratá-los da maneira correta, você consegue adequar a sua empresa ao cenário atual e se manter lucrando.

Então, ao fazer uma análise aprofundada para encontrar respostas certas e insights valiosos com os dados que você tem em mãos, algumas das possíveis vantagens são:

  • Redução de custos
  • Economia de tempo
  • Desenvolvimento de produtos e otimização de ofertas
  • Otimização da tomada de decisões.

Isto se torna algo palpável porque os recursos do Big Data auxiliam a:

  • Identificar falhas, defeitos e problemas em tempo real
  • Criar promoções a partir dos hábitos de compra do cliente
  • Detectar comportamentos fraudulentos antes de prejudicarem o negócio
  • Recalcular carteiras de risco.

Confira a importância do Big Data e alguns exemplos da aplicação dele no vídeo abaixo:

Como aplicar o Big Data? 

Para cruzar os dados e assim, os interpretar, geralmente é utilizado o Big Data Analytics. Uma ferramenta que extrai, organiza e entende os dados, para que seja possível transformá-los em informações úteis para o negócio.

A geração de informações e a aplicação do Big Data depende da realidade da sua empresa. Portanto, é essencial contar com a ajuda da tecnologia para coletar e filtrar os dados, com o objetivo de usá-los conforme as suas necessidades. 

São muitos os exemplos que demonstram o uso dos dados no seu negócio. Mas a princípio, você precisa entender que existem três tipos:

  • Social data: trata-se daqueles dados vindos das pessoas que ajudam a identificar comportamentos para atuar de forma direcionada. Como pesquisas feitas no Google e comentários nas redes sociais, por exemplo.
  • Enterprise data: estes são gerados por organizações, como nos setores de RH, financeiro e produção. Contribuem para mensurar a produtividade e identificar gargalos
  • Personal data ou data of things: originam-se de dispositivos conectados à internet, como, por exemplo: TVs, carros e geladeiras. Sua base é a Internet das Coisas. Para visualizar melhor este ponto, considere um cenário onde é usado as informações de um aplicativo de trânsito para alimentar painéis eletrônicos na cidade, conseguindo assim, passar informações mais precisas sobre o tráfego.

Por que o Big Data é fundamental para as Centrais de Negócios?

Como vimos no decorrer deste artigo, são muitos os pontos que podem ser otimizados no seu negócio com a quantidade de resultados que o Big Data pode gerar. Em suma, é possível tomar decisões melhores, porque os dados são confiáveis.

Suas estratégias de marketing serão mais acessíveis e você conseguirá se destacar frente à concorrência. Além disso, mais alguns pontos que fortalecem a relevância do Big Data são:

  • Possibilidade de monitorar e mensurar os níveis de satisfação dos seus consumidores
  • Preparar melhor a gestão de riscos
  • Aumento considerável da produtividade.

Com o grande volume de dados que precisam ser gerenciados dentro das redes e centrais de negócios, o Big Data ajuda a entender melhor esses dados e assim ter uma visão mais estratégica dos próximos passos que podem ser dados. Além disso, ele contribui para:

Se antecipar ao mercado

É fato que estamos vivendo uma intensa transformação digital. E essa mudança tão grande está fazendo com que empresas e profissionais busquem se alinhar a essa nova realidade o mais rápido possível.

Assim, nesse novo contexto, é preciso estar sempre atento para lidar com mudanças e imprevistos, com o intuito de não ser pego de surpresa e acabar tendo prejuízos. E um dos caminhos mais sábios a seguir, é o controle dos dados e informações que a empresa recebe diariamente. Logo, o big data é um grande aliado neste cenário.

Expandir os negócios/serviços

Em um mercado onde as demandas se reinventam constantemente, é preciso estar atento a elas, como e por que ocorrem, para só então conseguir oferecer a melhor solução.

Nesse sentido, o controle de dados e informações do seu público é fundamental para potencializar o seu negócio. 

Com a ajuda do big data, tem-se mais assertividade na hora de dar novos passos com a sua empresa. Isso porque, através de dados precisos, informações valiosas podem ser analisadas, principalmente sobre necessidades do público, produtos com procura que ainda o negócio não oferece, por exemplo.

Compreender o comportamento do consumidor

Usar dados de forma inteligente para entender o comportamento do consumidor é essencial para o sucesso de qualquer negócio. 

Com o objetivo de atingir os resultados desejados pela empresa, é preciso que as informações estejam devidamente organizadas e claras, para serem utilizadas da melhor maneira possível.

Fazer corretamente a leitura dos dados e entender o que faz sentido ao segmento

Basicamente, ao contar com o big data, sua empresa adquire uma visão mais ampla, e ao mesmo tempo, mais inteligente do mercado em que está inserida.

Com a estruturação feita pelo big data, dos dados que são gerados diariamente, tem-se a possibilidade de criar estratégias de vendas, por exemplo, considerando o cenário mais recente do segmento que o seu negócio faz parte.

Ferramentas que entregam informações compiladas

Com o big data nas redes e centrais de negócios, você terá ferramentas inteligentes a sua disposição, que entregam um compilado das informações mais relevantes para o seu grupo. 

Logo, utilizar esses dados com mais eficácia nas estratégias de vendas e marketing, se torna uma tarefa muito mais fácil e rápida já que, através de uma plataforma de gestão com big data, as informações podem ser cruzadas em tempo real.

E então?

Neste artigo apresentamos o Big Data, seu conceito, aplicação, vantagens e muitas outras características que o fazem um grande aliado no sucesso das organizações. Você pôde conferir em detalhes como o mapeamento de dados é capaz de gerar insights para que a central de negócios seja capaz de se destacar cada vez mais no mercado. 

Agora que você entende melhor sobre análise, coleta e armazenamento de dados através do Big Data, que tal ficar por dentro de mais algumas informações relevantes para as centrais de negócios? Para conferir todas as novidades, acesse nosso blog!