Nem sempre é fácil entender o conceito de uma expressão. No entanto, quando se leva o assunto para a prática, isso se torna mais simples. Foi por isso que esse artigo foi dividido em duas partes. Na primeira, vamos explicar o conceito do associativismo. 

Para isso, nós fizemos uma seleção dos seguintes temas:

  • Qual o conceito de associativismo;
  • Quais são os objetivos do associativismo;
  • O que é associativo e quais as suas características básicas;
  • Para que serve o associativismo e quais os seus benefícios.

Depois, na segunda parte do artigo, você vai entender como é o associativismo na prática e para isso vamos citar alguns exemplos de Santa Catarina. Descubra tudo, da teoria à prática, sobre o que é e como funciona o associativismo.

Qual o conceito de associativismo

O associativismo é um modelo de negócio colaborativo. Assim, várias empresas de interesse comum se unem. Para entender isso, podemos dar um passo atrás na história e descobrir como a ideia surgiu: a partir do interesse comum pela busca dos mesmos objetivos.

O primeiro associativismo que se tem registro é aquele que regulava as associações mutualistas. É uma Lei de 1860 (Lei 1083 e Decreto 2711). Atualmente, uma associação é uma Entidade Jurídica de Direito Privado, sem fins lucrativos, em prol dos interesses das pessoas.

Aliás, as associações mais conhecidas hoje são as de classe, que representam os interesses de classes profissionais ou empresariais. Além da associação de produtores, que é composta por pequenos proprietários rurais e artesãos.

E tem as associações de clubes, associações de servidores, associações de moradores, etc.

Quais são os objetivos do associativismo

A listagem de objetivos do associativismo é bastante extensa. Inclusive, ela pode se alterar a partir do interesse dos grupos que são criados. Ainda assim, existem alguns pontos que não mudam e são comuns em todas as associações.

Por exemplo, a ideia de unir esforços para alavancar as atividades de um setor ou mercado. Assim como a defesa dos interesses das empresas associadas e a promoção do desenvolvimento para a região e a comunidade local através dos serviços e produtos.

No âmbito empresarial, é possível notar que uma associação tem o propósito de resolver problemas e entraves que são comuns às empresas associadas. E isso pode trazer benefícios financeiros, entre outros.

Ao mesmo tempo, existe um viés muito forte dentro de uma associação que é o da comunidade, onde se pratica a expressão social, política, econômica e outras da região. Por isso, é diferente de uma cooperativa, que tem um foco centrado na questão econômica.

O que é associativo e quais as suas características básicas

A partir do momento que temos um modelo de negócio colaborativo, leve em conta que as características principais de uma associação vão passar por referências que prezam pela união das empresas que são associadas àquele grupo.

Por exemplo, participação, solidariedade, união, cooperação, trabalho em equipe, representatividade, mobilização e tudo mais o que nos dá a ideia de grupo. E para organizar melhor essa ideia de associação, alguns estudiosos criaram os “princípios do associativismo”.

Ao todo, são 7 deles. Sendo: Adesão Voluntário e Livre, Gestão Democrática dos Sócios, Participação Econômica dos Sócios, Autonomia e Independência, Educação e Formação, Interação, além do Interesse pela Comunidade.

Para que serve o associativismo e quais os seus benefícios

Para terminar essa primeira parte do conteúdo, leve em conta que a maior força do associativismo é o fato de permitir que pequenas e grandes empresas se unam para enfrentar a concorrência. Mas, sem perder o foco no fato de ser uma organização social.

Ou seja, é quando pessoas, ideias e empresas estão conectadas em prol da sociedade. Por exemplo, uma associação empresarial cria um networking entre empreendedores, com ideias e soluções. Esses insights podem resultar em vantagens para os moradores locais.

Então, a partir do conceito de associativismo e das características desse negócio é mais fácil entender os benefícios que vem com a ideia. Por exemplo, as vantagens econômicas e a representatividade do grupo.

Associativismo em SC

A partir do próximo tópico, você vai entender como funciona esse conceito do associativo no estado de Santa Catarina, que é um ótimo exemplo nacional. Confira!

Saiba como funciona o associativismo para a região de Santa Catarina 

Para as micro e pequenas empresas, a união faz a força. Isso é algo bem perto do “literalmente falando”, sabe? A partir dessa analogia de “uma andorinha só não faz verão”, a gente pode considerar os benefícios e até mesmo como funciona o associativismo em Santa Catarina.

Esse é um dos estados que mais possuem êxito no assunto do cooperativismo e do associativismo. E para isso, temos os seguintes tópicos:

  • O estado de Santa Catarina;
  • Como funciona o associativismo em Santa Catarina;
  • Os exemplos de associativismo em Santa Catarina;
  • Qual a importância do associativismo em SC;
  • A Área Central.

O estado de Santa Catarina

Se é para falar sobre como funciona o associativismo de Santa Catarina, podemos começar mencionando um pouco da trajetória desse estado tão importante para o país. SC é uma potência econômica, especialmente pelo setor industrial.

Logo, vemos uma base econômica forte em áreas como da pecuária, do turismo e do extrativismo. Mas, onde é que entra a história do associativismo nessa conversa? Esses segmentos são compostos, em grande maioria, por micro e pequenas empresas.

Entenda aqui que pequenas indústrias são aquelas que possuem até 99 funcionários. Assim, essas empresas estão também em setores agroalimentares, de energia e têxtil, além dos já mencionados anteriormente.

Se você ainda não entendeu a relação com o associativismo, calma que vai ficar muito fácil compreender isso. Até mesmo porque essa ideia de indústrias formadas por pequenas empresas vai dar suporte para saber como funciona o associativismo de Santa Catarina.

Como funciona o associativismo em Santa Catarina

Até o fim do artigo, você vai ver alguns exemplos de associativismo que são comuns no país todo, como o associativismo rural, o associativismo sindical e o associativismo empresarial.

Só que antes disso, é interessante trazermos uma breve teoria sobre como funciona o associativismo. A ideia dele sempre foi a de fomentar o crescimento de um grupo de empreendedores. Por isso, a iniciativa dá tão certo em Santa Catarina.

Afinal, o lugar é cheio de pequenas indústrias, que quando associadas se tornam mais fortes. O objetivo disso está em colocar em pauta os interesses dos empreendedores. Como consequência, temos várias vantagens, especialmente no que diz respeito à competitividade.

Os exemplos de associativismo em Santa Catarina

Agora, vamos aos exemplos de associativismo em Santa Catarina.

Associativismo em SC

Associativismo rural

Os melhores exemplos na área rural, inclusive que ajudam a entender como funciona o associativismo de Santa Catarina passam pela Fetaesc, isto é, a Federação dos Trabalhadores na Agricultura do Estado de Santa Catarina (Fetaesc). Depois, vêm os sindicatos regionais também.

Só que a história é bem mais antiga. Antes, lá em 1956 surgiu a Acaresc (Associação de Crédito e Assistência Rural do Estado de Santa Catarina). Aí, em 1991 ela foi extinta e deu lugar a Epagri, que é ligada à secretaria de Estado.

Para quem quer estudar mais da história do associativismo rural em Santa Catarina, considere que há uma pesquisa bastante interessante da Elisandra Forneck, disponível no Portal Social Acic.

Associativismo sindical

Do lado sindical, como exemplo, a gente pode falar do Sindicato da Indústria do Vestuário do Sul Catarinense (Sindivest). Ele atua junto com os outros núcleos setoriais do estado e visa estabelecer parcerias e vantagens aos associados.

O Simpesc, Sindicato da Indústria de Material Plástico, que fica em Joinville, é outro dos exemplos de associativismo sindical. Eles são filiados ao Sistema Fiesc e da Abiplast, sendo que possuem parceria com várias empresas e têm uma centena de associados.

Associativismo empresarial

Um dos exemplos de associativismo é o CIESC (Centro das Indústrias do Estados de Santa Catarina). Ele forma uma associação sem fins lucrativos, sendo empresarial e representativa no estado de Santa Catarina.

Outro exemplo é a Facisc (Federação das Associações Empresariais de Santa Catarina). A Facisc, na verdade, une várias associações em um mesmo grupo. Por exemplo, dentro dela a gente tem a AEA, a ACIA, a ACIC, entre outras.

Qual a importância do associativismo em SC

Como você acabou de observar a ideia de como funciona o associativismo em Santa Catarina é bastante interessante e isso pode trazer vantagens para os grupos formados. Assim, a importância desse conceito passa pela consolidação e competitividade das empresas.

Se o estado de Santa Catarina tem uma base muito forte na indústria das micro e pequenas empresas, o associativismo se torna alternativa viável para empreendedores que visam o sucesso dos seus negócios. A conta é bem simples: formar grupos é vantajoso.

Por outro lado, você não acha que está faltando algo nessa fórmula quase matemática? E se a gente contar que existe um tipo de gestão que é totalmente eficiente para as associações e cooperativas? Sim, existe uma forma de potencializar os negócios ainda mais.

Para não alongar o texto, a gente vai explicar, de maneira muito superficial, mas ainda assim objetiva, o que a Área Central faz e como ela pode ser essa peça que faltava no quebra-cabeça desse cenário associativo em Santa Catarina.

A Área Central

A Área Central é uma empresa criada em 2012, que é focada em grupos que se preocupam em ter uma gestão mais eficiente. Hoje, a Área Central é uma referência em soluções para crescer juntos. O foco é o Customer Centric, no qual a empresa tem o cliente como centro do negócio.

Então, na prática, nós temos um meio de gestão através da cultura do associativismo que auxilia em assuntos como compras, vendas, promoções, negócios e tudo mais o que pode ser viável para o crescimento saudável e exponencial desses grupos de empresas.

Trabalhamos com grupos empresariais, sindicatos, associações, franquias e cooperativas, possibilitando vantagens através de um programa de expertise, tecnologia e resultado. 

Gostou, não é? Então, fique sabendo mais sobre a Área Central e entre em contato para tirar dúvidas. 

Associativismo em SC